A Ferrari finalmente confirmou que vai apresentar no Salão do Automóvel de Paris (1 a 16 de outubro) a versão conversível da LaFerrari. A Ferrari não informou quantas unidades serão produzidas e qual será o nome oficial do novo carro. Sabe-se, porém, que o superesportivo continuará sendo híbrido (motor V12 de 6,3 litros de 800 cv aliado a um motor elétrico de 163 cv, o que resulta em uma combinação de até 963 cavalos de potência) e o design praticamente inalterado.

A capota poderá ser produzida em dois tipos de material, uma em fibra de carbono e outra em material macio – julgando por essa informação, ela terá que ser montada e desmontada à mão. Para garantir a segurança e o desempenho, a Ferrari fez algumas modificações na carroceria do conversível, mantendo a mesma rigidez de torção do coupe. As portas foram modificadas, mas ainda é difícil saber qual será o movimento de abertura. Nos arcos das rodas dianteiras nota-se a presença de um elemento inédito feito de fibra de carbono, provavelmente de natureza aerodinâmica.

Gostou? Curta nossa página no facebook