Certamente você já viu essa história. Algumas pessoas saber fazer um marketing pessoal fenomenal, saber descrever suas habilidades e competências com excelência. Muitos até mentem sobre o assunto para agir como se soubessem algo que, no fundo, não sabem. Pois é… esses são os falsos inteligentes.

Ainda que não tenham mentes realmente brilhantes, a confiança que transbordam acaba pesando na hora de criar uma boa imagem pessoal e profissional.

Bom… mas existem técnicas para desmascarar essas pessoas. As evidências a seguir, compartilhadas por Shane Parrish, nos mostram como pessoas realmente inteligentes costumam agir – se for muito ou totalmente diferente disso, já sabe, né…

[banner id=”5999″ caption_position=”bottom” theme=”default_style” height=”auto” width=”auto” show_caption=”1″ show_cta_button=”1″ use_image_tag=”1″]

1 – Comecemos com um teste. Primeiro, pergunte a uma pessoa sobre um grande problema que ela enfrentou na vida profissional; em seguida, peça para que ela explique como superou essa dificuldade. Se ela der vários detalhes e souber explicar a questão em vários níveis, ela possivelmente está falando a verdade; agora se ela não for descritiva o suficiente, desconfie;
Publicidade

2 – Quanto mais uma pessoa coloca a mão na massa e se envolve nos projetos de trabalho, mais inteligente ela é. Pessoas realmente capacitadas não fazem corpo mole;

3 – Pessoas inteligentes são capazes de esperar por suas recompensas;

4 – Elas conseguem simplificar as coisas e mergulhar fundo no trabalho;

5 – Elas têm a habilidade de fazer as coisas passo a passo, sem a necessidade de dar sempre grandes saltos;

6 – Elas dedicam muito tempo à leitura;

7 – Pessoas inteligentes se empolgam quando precisam explicar por que ou como algo funciona. Quem finge inteligência geralmente se frustra com esse tipo de questionamento;

8 – Pessoas inteligentes costumam ter boas relações interpessoais também, então esse é um fator que deve ser analisado;

9 – Elas conseguem discutir e argumentar tranquilamente com pessoas com posicionamentos – filosóficos, sociais, políticos – diferentes dos que elas têm;

10 – Elas conseguem desenvolver um jeito ideal de manter o foco;

11 – Elas não costumam desperdiçar tempo;

12 – Elas já falharam, sabem disso e usam seus erros como crescimento.

Fonte: INC/JESSICA STILLMAN