A Netflix chamou o apresentador João Kléber para testar a fidelidade de um casal quando se trata de ver séries. Kléber é conhecido por fazer o ‘teste de fidelidade’ na TV, ele apresentava um programa na RedeTV que levava esse nome.

No vídeo, Juliana suspeita que seu namorado Pedro esteja assistindo “Narcos” sem sua presença e João Kléber vai desmascarar o rapaz.

A melhor parte é a Juliana revoltada dizendo que vai assistir “House of Cards” só para contar spoilers! Hahaha! O vídeo ficou bem a cara do programa “Teste de fidelidade”, bem forçação de barra e com certeza, a ideia da Netflix foi essa.

Pode parecer só uma piada, mas a Netflix divulgou uma pesquisa sobre casais que traem assistindo séries antes do parceiro.

Em 2013, a empresa começou a perceber um fenômeno curioso: a traição via Netflix, que consiste basicamente em assistir a um seriado antes do seu parceiro. Quatro anos depois, esse comportamento continua crescendo.

Segundo uma pesquisa feita pelo SurveyMonkey entre 20 e 31 de dezembro de 2016 e baseada em 30.267 respostas, 60% dos consumidores da Netflix dizem que trairiam mais frequentemente se soubessem que não seriam descobertos. E sabe aquela história de que se a pessoa traiu uma vez, vai trair novamente? Acontece nesse caso também. 81% dos infiéis são reincidentes e 44% traíram três ou mais vezes.

Aqui na América Latina nós empatamos com os mexicanos, com 58% dos consumidores confessando que já assistiram à série preferida sem o o companheiro (a) — na verdade Brasil e México são também os líderes globais nessa questão! Os homens daqui traem mais do que as mulheres: são 53% contra 47% na “escala traidora”. De acordo com os casais brasileiros entrevistados nessa pesquisa, a comédia é o gênero favorito para pular a cerca, com 43% preferindo dar risada do que trair.

E para você, isso é traição?