O “Canarinho Pistola“, como foi popularmente apelidado o mascote da seleção brasileira, foi vetado pela Fifa de aparecer nos treinos e jogos oficiais do time de Tite na Rússia por questões comerciais.

Isso porque a Fifa tem o seu próprio mascote e é vetado  a participação outros mascotes de qualquer seleção.

Outro veto aconteceu em relação ao seu nome.  À pedido da CBF  o Canarinho Pistola deve deixar de ser Pistola  pelos  jornalistas da TV Globo. A CBF pediu à emissora que adote apenas o nome Canarinho para ser referir ao mascote da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Rússia 2018.

Segundo informações do UOL, a CBF entende que “Canarinho é o nome real” do mascote e que a palavra “pistola” viralizou nas redes, mas está fora do tom. Além disso, o “pistola” remete a uma arma de fogo. A Globo acatou a medida e já pediu aos profissionais para não chamarem o Canarinho Pistola de Canarinho Pistola.

No entanto, na segunda-feira (13), Ana Maria Braga deixou escapulir o “pistola” várias vezes durante o programa Mais Você. Ainda de acordo com o portal, isso fez com que dirigentes da CBF comunicassem à Globo novamente sobre o assunto.

Apesar disso, o canarinho pistola é um sucesso absoluto. E ele não está nem aí pro veto da Fifa, e continua aparecendo nas cidades onde o Brasil tem treinado e jogado, já que pelo menos nos amistosos ele está liberado!